fbpx

Blog

Cuide das suas plantas, enquanto elas cuidam de si…

plantas

Nos últimos anos vimo-nos forçados a valorizar cada vez mais a qualidade do ar que respiramos e, consequentemente, os momentos ao ar livre e no meio da natureza.

Com a necessidade de passarmos mais tempo dentro de casa tornou-se urgente adotarmos soluções que nos ofereçam um ambiente de maior conforto, bem-estar e segurança no nosso dia a dia.

Nesse sentido, as plantas podem ser muito mais do que um simples elemento decorativo, ao provarem ser uma ajuda imprescindível no processo de purificação do ar e na manutenção da nossa saúde psicológica.

Quer saber como?

Plantamos o ar que respiramos

Sabemos que no interior dos edifícios podemos encontrar uma maior presença  de  compostos  orgânicos  voláteis  (COVs),  devido  à  forte concentração de substâncias químicas libertadas  através  de materiais de construção, tecidos, móveis, eletrodomésticos, animais de estimação, entre outros. Contudo, nem sempre temos os cuidados necessários para manter uma boa qualidade do ar nesses mesmos espaços.

Poderão as plantas ajudar-nos?

Segundo a National Geographic, apesar das plantas removerem os COVs, estas fazem-no de forma demasiado lenta, comparativamente aos sistemas de circulação de ar existentes nos edifícios. Desta forma, seria necessária uma quantidade massiva de plantas para conseguirmos os mesmos resultados dos purificadores de ar disponíveis no mercado.

No entanto, podemos conseguir a solução perfeita ao utilizarmos as plantas de interior como complemento aos purificadores de ar, e usufruir de um ambiente mais acolhedor e seguro tanto para o nosso corpo, como para a nossa mente.

Uma planta por dia, nem sabe o bem que lhe fazia!

Para além dos aspetos positivos acima mencionados, as plantas de interior oferecem alguns benefícios inestimáveis à nossa saúde psicológica, ao ajudarem a melhorar o nosso humor e sensação de bem-estar.

Um estudo levado a cabo pelo Centro Nacional de Informação Biotecnológica dos EUA (NCBI) mostrou ser possível reduzir o nível de stress psicológico e fisiológico através da interação com plantas.

Os resultados mostram que os participantes registaram uma pressão arterial e frequência cardíaca mais baixas depois de estarem em contacto com plantas, comparativamente ao tempo que passaram à frente dos seus computadores.

Também o Instituto de Saúde Pública da Universidade do Porto (ISPUP), em parceria com o Institute of Environmental Science and Technology da  Universitat  Autònoma  de  Barcelona  (ICTA-UAB),  concluiu  que  a exposição a jardins particulares e plantas interiores contribuiu para a redução dos níveis de stress e dos sintomas psicossomáticos da população espanhola, durante o primeiro confinamento.

Mas não ficamos por aqui…

A Universidade de Tecnologia de Sydney obteve claras evidências acerca dos efeitos das plantas no humor dos seus ocupantes, depois do contacto com as mesmas ter causado uma redução de 37% na tensão e ansiedade, 44% na raiva e hostilidade e 58% na depressão.

Afinal, é possível voltar a respirar fundo! Entusiasmado?

Temos a solução perfeita para si…

A planta ideal…

A Palmeira-Bambu é uma excelente opção para quem procura acrescentar um ar tropical à sua casa!

Conhecida pelas suas propriedades eliminadoras de gases tóxicos, esta planta é ideal para dar um toque especial e acolhedor a qualquer divisão e, simultaneamente, preservar a qualidade do ar.

Natural da América Central e México, esta planta tem preferência por climas mais húmidos e tropicais.

Atua como um humidificador natural, filtra os tricloroetilenos e o benzeno, e elimina os formaldeídos e os xilenos.

O tamanho da Palmeira-Bambu pode variar e na FioBlu pode encontrar a versão juvenil e a versão adulta.

A planta adulta poderá ter entre 1.20m e 1.50m de altura e chegará até si num vaso, juntamente com instruções de rega e fertilização/correção com adubo orgânico e mineral.

…e o cuidado que ela merece

A Palmeira-Bambu (Dypsis lutescens) é uma das palmeiras mais conhecidas do mundo, graças à sua popularidade como planta de interior. Os seus caules são dourados e fazem lembrar rebentos de bambu. Por esse motivo é também conhecida como ‘Palmeira Areca Bambu’.

Natural da América Central e México, esta planta tem preferência por climas mais húmidos e tropicais e não suporta o sol excessivo e a falta de humidade, correndo o risco das suas folhas se tornarem amareladas em ambientes muito secos.

Comece hoje a cuidar do ar que respira, para mais tarde colher os sorrisos que as plantas lhe oferecem!

Partilhar
Share on facebook
Share on linkedin

Artigos relacionados

Recentemente, a ameaça do corte ao fornecimento de gás russo levou a que os Estados-membros da União Europeia sentissem a necessidade de repensar o gasto energético produzido por toda a[...]

Com o país a atravessar a maior seca dos últimos anos, a escassez de água potável tornou-se um dos temas mais sensíveis da atualidade. Sendo a água um recurso limitado[...]

Com a chegada da primavera, os dias ficam mais longos, as temperaturas mais amenas e a vontade de passar mais tempo ao ar livre aumenta significativamente. Mas a primavera não[...]

X
Add to cart